jun 27 2012

Câmaras de bicicleta reutilizadas!

Já imaginou objetos pessoais feitos de câmara de bicicleta? A empresa americana Green Guru transforma materiais descartados de aterros sanitários e lixões em objetos duráveis de uso pessoal como acessórios e bolsas. Funcional, criativo e repleto de estilo não é mesmo?

O fundador da companhia, Devidson Lewis começou a entender a importância das câmaras de bicicleta e como elas poderiam ser transformadas de forma criativa quando trabalhou ainda jovem em lojas de bikes consertando pneus furados.

Hoje o material é fornecido à empresa graças a parcerias com lojas de bicicletas especializadas, que desenvolveram uma central de coleta do material reaproveitável. Os produtos criados são fabricados por outra empresa parceira, a Boulder, que destaca nos objetos a arte e o redirecionamento de materiais, criando produtos duráveis e de qualidade.

Fonte: style.greenvana


set 15 2011

Spinning: Menos calorias e Pernas Grossas

Você que curte exercícios, que tal em uma hora perder 700 calorias, ganhar fôlego e engrossar as pernas?

Parece bom, não é mesmo? E de fato é. Nós estamos falando do spinning, atividade na qual você usa uma bicicleta ergométrica na academia e, com ela, queima calorias, fortalece os membros inferiores e ainda melhora o condicionamento cardiorrespiratório.

Confira algumas dicas para encarar o treino:

A bike

Quando o pedal está no ponto mais baixo, o joelho se flexiona a 30 graus. O guidão se mantém na altura do selim.

Início

A modalidade é puxada, mas não tem restrições. Portanto, se você já tem um condicionamento razoável, você agüenta numa boa. Uma dica é começar co aulas de 30 minutos, depois aumentar para 45 e por fim, uma hora. Tudo, três vezes por semana.

Acessórios

Testeira para enxugar o suor e bermuda acolchoada ou se preferir, capa para o assento. Um medidor de freqüência cardíaca é útil.

Como é

Nessa atividade, são simulados diferentes percursos: plano, subida e descida. Como isso é feito? Para subir, você terá que aumentar a carga. Para descer, vai diminuir. Prepare-se para levantar e sentar isso fortalece o abdome.

Carga

A roda dianteira tem uma espécie de freio, que facilita ou dificulta a pedalada – e é isso que define a carga. Quanto mais apertado, maior esforço vai exigir. No começo, ajuste a carga para manter sua freqüência cardíaca em 65%.

Segurança

Em primeiro lugar, nunca pedale sem carga. De acordo com o treinador Ricardo Azuma, da academia Competition, em São Paulo, em entrevista à revista Men’s Health, os giros se tornam muito rápidos e podem comprometer a articulação dos joelhos e desestabilizar o quadril, que fica pulando na bike, portanto, se pedalar sem carga, suas chances de lesões aumentam.

Fonte: Men’s Health


ago 29 2011

Bike elétrica

Você sabia que uma das melhores opções de transporte para o trabalho se você percorre trajetos até 8 quilômetros é a bicicleta?  É verdade! Além de você evitar trânsito, ainda pratica exercício.

O problema é que geralmente faltam ciclovias e percursos íngremes fazem com que você o indivíduo chegue ao local todo suado. A novidade é que para evitar o suor, já existe uma alternativa: as e-bikes, também conhecidas como bicicletas elétricas.

Conheça:

Essa bike é uma bicicleta comum com motor elétrico, controlador de velocidade e bateria. É um veículo híbrido: o ciclista decide se quer pedalar ou não.

A velocidade chega a 32 quilômetros por hora e o acelerador é igual ao de uma moto, instalado no guidão.

É silenciosa e não polui.

Indicada para quem gosta de pedalar e precisa chegar ao local alinhado. São perfeita para ir a lugares próximos, principalmente se houver trajetos com ladeiras.

Com a bateria carregada, a autonomia vai até 30 quilômetros.

É contraindicada para pessoas que pesam mais de 100 quilos. As melhores agüentam transportar até 120 quilos, mas a velocidade é menor.

São mais pesadas que as tradicionais que pesam em média 15 quilos. As elétricas têm a partir de 23 quilos. Dica: Quanto mais leve, melhor.

A potência varia de 250 a 350 watts, a mesma de um liquidificador. Quanto maior a potência, menos esforço para o ciclista, mas ao mesmo tempo os motores são mais pesados, o que diminui a autonomia.

A bateria pode ser de lítio ou chumbo ácido. A primeira pesa cerca de 4 quilos (um terço do peso da segunda) e dura dois anos (o dobro das de chumbo). Em compensação, as de lítio são importadas e custam 5 vezes mais que a outra.

10º Seu tempo de recarga varia de 4 a 8 horas e custam a partir de 2500 reais.

As e-bikes foram colocadas na categoria de ciclomotores pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e, ainda há muita polêmica sobre o assunto, uma vez que é exigida carteira para dirigir moto ou autorização para conduzir ciclomotor.

O uso de capacete, espelhos retrovisores, farol, lanterna e buzina é obrigatório. E então, gostou da idéia?

Fonte: Revista Alfa


fev 16 2011

Transporte sustentável

Todo mundo sabe que as bikes elétricas são um grande sucesso especialmente no Rio de Janeiro.  Mas esse tipo de transporte tem tudo para conquistar muitos adeptos do Brasil inteiro. A Grace Urban e-Bike é uma bicicleta movida com até 1300 watts e que pode alcançar 45km/h.
A diferença dessa bike é que além de mais magrela ela se carrega com o próprio movimento. A Grace tem geradores de energia nas rodas e quanto mais você pedala mais carga dá nas baterias de Lítio que ficam acomodadas nos tubos do quadro.

img_grace_urban_e_bike

E ai, que tal trocar seu carro por uma Grace Urban?

Fonte: Julia Petit