fev 25 2012

Suor x Sintoma

Com o clima esquentando é natural transpirar um pouco mais, porém, se o suor passar do normal é recomendável checar!

Mãos:

Você sua simetricamente? Esse é o padrão. Se com frequência uma mão fica úmida e a outra seca, vá ao médico: pode ser um problema neurológico. Faça o mesmo, caso o suor apareça em regiões aleatórias do corpo.

Pernas e braços:

Sua muito sobre um machucado que sarou, mas deixou o local dolorido, na perna ou no braço? Tem chance de ser Síndrome Dolorosa Complexa Regional (SDCR) – quando há danos não diagnosticados aos nervos. Ligue para um neurologista.

Sono:

Você encharca a cama, com frequência, quando dorme? Sinaliza problema de tireoide; ou efeito colateral de niacina (vitamina suplementar) e antidepressivos; ou – casos mais raros – linfoma de Hodgkin (tipo de câncer linfático) e HIV. Passe em um clínico-geral.

Fonte: menshealth


jan 24 2012

Durma Certo

O sono tem papel fundamental para o bom funcionamento do organismo, de sua saúde e bem estar.

A questão é que, muitos tem hábitos errados no momento de dormir o que prejudica a capacidade de aprendizado e o processo de consolidação da memória, além da produção de hormônios e substâncias que desempenham papéis vitais no funcionamento de nosso organismo.

Será que você está dormindo mal e não sabe? Veja alguns hábitos errados relacionados à postura:

1º Dormir de barriga pra baixo

Nesta posição, há uma flexão exacerbada do pescoço, o que pode causar torções na cervical e na lombar.

O ideal é sempre dormir de lado, com dois travesseiros: um para apoio da cabeça, numa altura e suporte que sustente o seu peso e preencha completamente o espaço compreendido entre ela e o colchão. E outro, entre os joelhos e pernas, que deverão estar semiflexionadas.

2º Dormir no canto do travesseiro

Isso causa um “buraco”, que acaba virando o cantinho preferido para as horas do bom sono: o que pode prejudicar a integridade músculo esquelética da coluna cervical, provocando micro trauma a principio e com o tempo causar dores.

O ideal é centralizar a cabeça exatamente na metade do travesseiro, formando um ângulo de 90º no pescoço, de forma a manter coluna cervical sempre alinhada.

3º Braço embaixo do travesseiro

Além de prejudicar o alinhamento da coluna, o hábito pode causar problemas de circulação, uma vez que o peso sobre o braço acaba por comprimir algumas veias e nervos.

Dica: Os braços deverão estar livres e os ombros sempre alinhados, de forma não prejudicar a cervical.

4º Dormir com o travesseiro muito alto ou muito baixo

Esse hábito causa o desalinhamento da coluna cervical, o que prejudica a circulação sanguínea e dificulta os estímulos elétricos enviados pelo cérebro aos órgãos do corpo. O travesseiro ideal deve preencher exatamente o espaço entre a cabeça e o colchão.

Dica: O pescoço não pode ficar inclinado nem para cima e nem para baixo.

E então, como está sua postura durante o sono?

Fonte: Exame.com


jun 18 2011

Apnéia do sono: dieta com baixas calorias ajuda

Se você é uma das pessoas que sofre de apnéia do sono, um distúrbio que consiste em pausas inesperadas na respiração enquanto dorme, nós temos uma boa dica: dietas com baixas calorias.

Foto: Divulgação

O problema é comum em pessoas obesas ou que estão acima do peso e está relacionado a uma baixa qualidade de vida. Dados revelam que a porcentagem de pacientes nessas condições com apnéia do sono varia entre 60% e 70%.

A descoberta foi realizada por uma pesquisa sueca do Instituto Karolinska de Estocolmo, publicada pela revista British Medical Journal.

Foram analisados por um ano 63 homens com idade entre 30 e 35 anos e índice de massa corporal (IMC) acima da faixa saudável. Entre esses pacientes, 58 seguiram uma dieta saudável com baixas calorias acompanhada de um programa de orientação sobre nutrição e atividades físicas.

As pessoas que perderam peso após nove semanas e mantiveram ao longo de um ano perceberam a diminuição dos sintomas de apnéia. No total, 48% dos pacientes abandonaram a máscara para respirar e 10% deixaram de apresentar quaisquer sintomas da doença.

Sendo assim, quanto maior a perda de peso, maior a melhora dos sintomas.

Se você sofre do problema, não perca tempo, cuide-se e tenha uma vida saudável!

Com informações: iTodas